Centro Espírita Emmanuel

Sua Casa de Saúde Espiritual!

Introdução

“Donde, porém, provirão instintos tão diversos em crianças da mesma idade, educadas em condições idênticas e sujeitas às mesmas influências? Donde a precoce perversidade, senão da inferioridade do Espírito, uma vez que a educação em nada contribuiu para isso? As que se revelam viciosas, é porque seus Espíritos

muito pouco hão progredido. Sofrem então, por efeito dessa falta de progresso, as consequências, não dos atos que praticam na infância, mas dos de suas existências anteriores. Assim é que a lei é uma só para todos e que todos são atingidos pela justiça de Deus.” (LE, p. 134)

Ensina Allan Kardec que o Principio Inteligente transita em vários reinos da natureza até chegar ao hominal. Assim, traz em si o patrimônio acumulado ao longo dessa jornada, que assimila em cada experiência e emprega para sua própria melhoria os recursos desenvolvidos. Tudo que ele traz é resultado daquilo que lhe foi impresso n’alma. Qualidades desenvolvidas nas infinitas relações com o meio.

De acordo com o texto acima, a evolução é reflexo do equilíbrio que a criatura estabelece pela percepção de tudo o que lhe alcança os sentidos físicos e extrafísicos. Quanto mais evoluído mais amor é capaz de produzir; quanto menos evoluído mais dissonâncias apresenta nas relações com os outros, no qual o “outro” recebe as impressões de tudo e reage à sua maneira.

A justiça divina, como o sol que inunda com seu calor a todo seu raio de influência, Deus, em Sua infinita Justiça cobre todas as criaturas igualmente, oferecendo a todas as mesmas oportunidades. Uns aproveitam melhor, outras desperdiçam esses recursos, que no futuro irão fazer falta.

Tipos

Em pesquisa no site MundoPsicologos:

Álcool

Quando se trata de bebidas alcoólicas, uma das questões que sempre aparecem é: realmente existe um vício ou simplesmente é um gosto por beber? Estabelecer essa fronteira não é tarefa fácil, até mesmo porque cada organismo responde de forma distinta ao consumo continuado de álcool.

Por ser de fácil acesso, lícito e socialmente aceitável, o álcool se consolida como um dos vícios mais comuns. O consumo desmedido pode começar em qualquer época da vida, inclusive na adolescência.

Jogos

O avanço das tecnologias e o acesso à Internet não deixam de ser combustível novo para um vício antigo: o jogo. Se, antes, o mais comum eram as apostas em corridas, rinhas, jogos do bicho e de azar, hoje o abanico é muito maior.

É preciso lembrar que há inúmeros sites que se dedicam a jogos e apostas, difundindo a promessa do dinheiro fácil e o prazer de ganhar.

Cigarro

A nicotina é uma substância que gera dependência severa e o vício ao cigarro também é sustentado por um componente social, já o momento do "cigarro" não deixa de ser uma pausa na rotina para a socialização.

Assim como o álcool, o fato de ser lícito e de fácil acesso contribui para sua difusão. Vale lembrar que o cigarro é uma das principais causas de mortes no mundo.

Drogas ilícitas

Cocaína, heroína, crack e drogas sintéticas como o ecstasy são os expoentes quando se fala em drogas ilícitas. O consumo desse tipo de substância vem crescendo, e já não está mais associado a um estilo de vida específico.

A maconha também entraria neste grupo, apesar dos crescentes casos de uso do cannabis com fim medicinal. Muitos continuam defendendo que seu uso prolongado pode provocar problemas psicológicos e neurológicos. Eles dividem opiniões com aqueles que apoiam a descriminalização do consumo, até mesmo como forma de desarticular o tráfico no Brasil.

Pornografia

Quando o conteúdo pornográfico começa a controlar o imaginário da pessoa e afetar suas relações, é quando se dá o salto em direção ao vício. Uma vez mais, a Internet e as novas tecnologias impactam, facilitando o acesso a fotos e vídeos.

Além disso, a configuração da sociedade, que cada vez mais se relaciona no virtual, coloca muitos contra a parede. Esses já não sabem como encaixar na "vida real", ficam cada vez mais isolados e encontram na pornografia a forma de extravasar o desejo

Tratamento

O Centro Espírita Emmanuel tem um dia específico para cuidar dessa questão. Após a entrevista o paciente - ou alguém consanguíneo – deve frequentar às quartas-feiras a noite para passar pelo tratamento. A ficha é preenchida no guichê de entrada e acompanha o paciente durante o tratamento, sendo que após o procedimento deve deixa-lo no CEE até o próximo dia (ver quadro de dias e horários).

Existe um grupo específico de irmãos espirituais especializados em cuidar desses atendimentos. Ao estudar as obras espíritas, em especial as obras básicas – formada pelo pentateuco – conseguimos ter ideia do procedimento pelo lado espiritual. Para tanto a doutrina, principalmente as obras de Francisco Candido Xavier, recheiam de informações as mentes dos discípulos que buscam conhecer como se dá os “trabalhos” no campo espiritual.

Muito evoluiu as formas e os processos de atendimento. Mas o fundo continua sendo o mesmo: amor. Sendo o amor a única força capaz de modificar uma criatura, faz-se mister que os agentes do bem devam, como nas palavras do divino Mestre Jesus, ser dotados de capacidade moral e intelectual. Como já nos ensina Kardec em O Livro dos Espíritos, não bastam a boa vontade na obra do bem. É necessário contar com conhecimentos específicos. E como os que povoam o mundo dos espíritos são aqueles que desencarnaram após uma experiência de vida no corpo material, são eles que, em evoluindo, ajudam aqueles que ainda estão atrasados na caminhada. Trata-se de espíritos habilitados nas ciências do amor e da misericórdia, da justiça e da caridade, à oferecer a luz necessária para que os encarnados possam renunciar das coisas que lhes fazem mal.

Tudo no universo – que é Deus – conspira para o bem. Nada está estático. Tudo está em evolução. Assim, caminhamos, uns ajudando e outros sendo ajudados.

Como diz Jesus: Vigiai e orai, para não cairdes em tentação e no mal.

Outras referencias:

https://br.mundopsicologos.com/artigos/quais-sao-os-vicios-mais-comuns